Ir para o Conteúdo Principal

Notícias e Eventos

Como o YouTube apoia o processo eleitoral

  • De Equipe do YouTube
  • 28.Out.2020
Em parceria com o TSE, a plataforma recebe programação de lives sobre as eleições municipais brasileiras. Abaixo também contamos sobre nosso trabalho para que o YouTube seja uma fonte cada vez mais confiável de notícias e informações e um espaço para o exercício do debate político saudável

O primeiro turno das eleições no Brasil está se aproximando. Com isso, muita gente recorre ao YouTube para conferir as notícias mais recentes, se informar sobre os candidatos e relembrar como funciona o processo democrático. Ao longo dos anos, temos trabalhado para que o YouTube seja uma fonte cada vez mais confiável de informações seguras – e continuamos investindo nessa prioridade. A seguir, trazemos informações sobre as atividades que realizamos recentemente.

Lives no YouTube em parceria com o Tribunal Superior Eleitoral

Este ano, a parceria entre o Google e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), vai trazer para o YouTube uma série de lives sobre as eleições municipais de 2020 e ajudar os eleitores a tirar dúvidas e se prepararem. Com mediação da presidente-executiva do Instituto Palavra Aberta, Patrícia Blanco, as transmissões serão realizadas nos canais do Google Brasil e também do tribunal


A primeira live acontece hoje (28/10) e debate a importância da checagem de fatos e informações na luta contra fake news e o trabalho de agências de checagem, veículos de jornalismo e de todo o ecossistema para averiguar conteúdo enganoso sobre o pleito. Os debatedores serão Cristina Tardáguila, fundadora da Agência Lupa, e Diogo Rais, professor de Direito Eleitoral da Mackenzie. Na sequência, no dia 04/11, a secretária-geral do TSE, Aline Osorio, e o secretário de Tecnologia da informação do tribunal, Giuseppe Janino, conversam sobre os mitos mais frequentes sobre eleições, e desbancam lendas e boatos sobre o processo eleitoral, a segurança da urna eletrônica, entre outros temas. 

Por fim, pouco antes do primeiro turno das eleições municipais, no dia 9 de novembro, o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, vai conversar com o médico Roberto Kalil Filho, cardiologista e presidente do InCor, sobre recomendações e cuidados que devem ser tomados para evitar o contágio com o novo coronavírus no dia da eleição. Kalil tem ajudado o TSE, na campanha publicitária, a divulgar os protocolos sanitários que guiarão os eleitores durante o processo de votação neste ano. O médico não cobrou cachê. 


Retirada de conteúdo sobre eleições que desrespeite nossas políticas

As Diretrizes da Comunidade do YouTube estabelecem regras que devem ser seguidas por todos. Elas são constantemente revistas e atualizadas para garantir proteção adequada a todos os que usam e acessam a plataforma. Nossas políticas proíbem discurso de ódio, assédio e práticas mal-intencionadas. Isso inclui conteúdo que tenha o objetivo de enganar as pessoas sobre as eleições, ou vídeos contendo manipulação técnica e alterações que confundam o usuário (além de trechos exibidos fora de contexto), capazes de causar prejuízos evidentes. Estamos sempre garantindo o cumprimento de nossas regras, não importa o posicionamento político do conteúdo em questão. Abrimos exceções para conteúdo de valor educativo, documental, científico ou artístico, e você pode ler mais sobre isso aqui.

Outros exemplos incluem: 


  • Retirada de conteúdo contendo informações hackeadas, cuja divulgação possa interferir no processo democrático – como períodos de eleição e censo populacional. Exemplo: vídeos com informações hackeadas sobre um candidato político, compartilhados com o objetivo de interferir na eleição.


  • Retirada de conteúdo que incentive outras pessoas a interferir no processo democrático, como obstrução ou interrupção dos procedimentos de votação. Exemplo: sugerir que os espectadores do vídeo criem filas compridas no dia da eleição, de modo a dificultar o acesso de outros cidadãos às urnas.


Ajuda para usuários interessados em acessar, de casa, conteúdo confiável sobre eleições

Devido às restrições impostas pela pandemia, as pessoas estão passando mais tempo em casa. Isso tem transformado o YouTube numa plataforma de relevância ainda maior, especialmente neste período eleitoral. Temos visto candidatos compartilhando suas plataformas eleitorais em seus canais, criadores analisando propostas e também emissoras organizando debates no YouTube e se preparando para a cobertura dos resultados do pleito pela plataforma. 

Além disso, seguimos dando destaque a conteúdo produzido por fontes confiáveis e reduzindo a disseminação de desinformação prejudicial ou conteúdo que esteja perto de violar nossas políticas – incluindo informações e notícias relacionadas às eleições. Temos muitas formas de fazer isso. Uma delas são os painéis informativos, que oferecem contexto junto dos vídeos e resultados da busca. Isso ajuda cada pessoa a tomar as próprias decisões, com base em informações confiáveis.  


Ajudar campanhas, candidatos e criadores de conteúdo político que desejem usar o YouTube para falar com os cidadãos

Nas eleições deste ano, candidatos e campanhas têm usado o YouTube como forma de conversar com e ouvir diretamente as mais diversas comunidades. Para fazer isso, eles usam uma ampla gama de recursos disponíveis na plataforma. Um deles são as lives, que permitem realizar eventos como mesas-redondas e entrevistas coletivas para a imprensa – situações que favorecem o debate direto com o público, em tempo real.

O YouTube tem o objetivo de abrigar uma grande diversidade de vozes e opiniões. Isso é especialmente importante em momentos de participação cívica no processo democrático. Pensando nisso, as equipes do Google e do YouTube têm trabalhado 24 horas por dia para garantir o equilíbrio certo entre debate aberto e a responsabilidade em relação ao conteúdo exibido. Para mais informações sobre o trabalho que vem sendo realizado pelo Google, clique aqui. Graças a essas iniciativas, podemos oferecer acesso a informações úteis e confiáveis, evitar que as pessoas violem nossas regras e nosso sistema e abrir espaço para uma conexão entre criadores de conteúdo de diferentes matizes e o público. Esse trabalho vai seguir muito além das próximas eleições.


Recentemente também lançamos algumas páginas com informações relevantes sobre nosso trabalho e recomendamos que você as acesse. No site Como o YouTube funciona é possível aprender sobre nossos compromissos, regras e o impacto positivo que geramos para criadores e usuários. Já na página Mitos e Fatos sobre desinformação e conteúdos impróprios no YouTube desbancamos os principais mitos que rondam a plataforma com fatos e dados. Não se esqueça: oferecer a você uma experiência segura no YouTube é nosso objetivo, e trabalhamos incansavelmente para isso.

Tópicos relacionados