Ir para o Conteúdo Principal

Por dentro do YouTube

Como lidamos com conteúdo educacional, documental, científico e artístico no YouTube

  • De Michael Grosack
  • Head of Global Content Policy, YouTube
  • 22.Set.2020
Para ajudar a determinar se um vídeo pode se qualificar para uma exceção EDSA, analisamos vários fatores, incluindo o título do vídeo, as descrições e o contexto fornecido no áudio ou nas imagens do vídeo.

Frequentemente nos referimos a essa exceção como 'EDSA', que significa 'Educacional, Documentário, Científico ou Artístico' em Inglês.”

Com frequência nos questionam se nossas políticas se aplicam de forma coerente a todos os criadores de conteúdo ou se determinados canais, como aqueles controlados por funcionários do governo, veículos de comunicação ou celebridades, são exceções. Nossas diretrizes da comunidade definem as regras usadas no YouTube e, ao mesmo tempo, abrem espaço para diversas opiniões. Nossos revisores estão espalhados pelo mundo, e aplicamos nossas políticas de conteúdo com consistência, independentemente de porta-voz, ponto de vista político, histórico, posição ou afiliações.

 

No entanto, às vezes permitimos que alguns vídeos que poderiam violar nossas políticas permaneçam no YouTube caso o conteúdo ofereça um motivo convincente com contexto claro aos espectadores. Chamamos essa exceção de "EDSA", sigla em inglês que significa "Educacional, Documental, Científico ou Artístico".

 

Para ajudar a determinar se um vídeo poderia ser qualificado como EDSA, verificamos vários indicadores, incluindo o título, as descrições e o contexto fornecido no áudio ou nas imagens do conteúdo. Há nuances nessas decisões, e o contexto é importante. Sabemos que pode ser complicado para criadores de conteúdo e espectadores entender por que um vídeo permanece e outro é retirado da plataforma. Então, vamos olhar alguns exemplos: 

 

●Não permitimos conteúdo com insultos ou bullying que tenha como alvo menores, mas podemos autorizar vídeos que mostrem essa atitude como parte de uma campanha educacional anti-bullying, desde que os menores sejam atores ou que a identidade deles seja ocultada.  


Discurso de ódio e incentivo à violência violam nossas políticas, mas um documentário sobre a Segunda Guerra Mundial que apresente discursos de líderes nazistas poderá ser autorizado se o filme oferecer contexto histórico e não tiver como objetivo apoiar visões promovidas pelo Terceiro Reich. 


●Não permitimos conteúdo com uso depreciativo de insultos que tenha como alvo um indivíduo com base em raça, sexualidade, religião ou outros atributos protegidos. No entanto, uma crítica dura em forma de comédia que use esses termos contra alguém que visivelmente faz parte de maneira voluntária da situação pode ser permitida. Esse caso pode ser considerado como expressão artística. 


Nudez que tenha como objetivo a satisfação sexual (como pornografia) não é permitida no YouTube. Mas há instâncias em que a nudez pode ter valor científico, como em um vídeo com imagens de um profissional médico fazendo um exame. Da mesma forma, um fotógrafo exibindo retratos de nudez ou um vídeo musical com pessoas nuas ou seminuas dançando com fins artísticos podem ser autorizados. 

 

Não abrimos exceções automaticamente para um vídeo apenas por ele ser apresentado como parte de um noticiário ou por conter filmagens de uma conferência. A intenção educacional ou documental precisa ficar clara quando o contexto é apresentado. Para algumas categorias, como vídeos com discurso de ódio, violência explícita, conteúdo de organizações criminosas violentas ou desinformação médica sobre a COVID-19, nossos critérios são mais estritos pelos perigos que eles representam ao público. Em primeiro lugar, solicitamos que o contexto esteja claro nas imagens ou no áudio do vídeo. Não é suficiente que ele esteja no título ou na descrição. Em segundo, precisa estar claro ao espectador que o objetivo do criador de conteúdo não é promover ou apoiar conteúdo que viola nossas políticas. Por exemplo, conteúdo que afirme que a COVID-19 não existe será permitido apenas se o áudio ou as imagens contidas nele também refutarem diretamente essas alegações ou derem maior peso ao consenso das autoridades médicas e sanitárias de que as afirmações não são verdadeiras. 

 

Também há determinados tipos de conteúdo que não nos permitem conceder a exceção EDSA em nenhuma circunstância pelo tema sensível e pela natureza prejudicial flagrante do conteúdo ou quando violam a lei. Por exemplo, não é permitido no YouTube conteúdo que coloque em risco crianças ou que apresente filmagem de violência fatal feita pelo agressor, independentemente do contexto. 

 

As exceções EDSA são uma maneira essencial de garantirmos que discursos importantes permaneçam no YouTube, ainda que a nossa intenção seja de impedir as pessoas de usar a plataforma para distribuir conteúdo ilegal e ofensivo. Esperamos que esta explicação ajude espectadores e criadores de conteúdo a entender melhor como tomamos essas decisões para que conteúdo educacional, documental, científico e artístico tenha sucesso no YouTube. Leia mais sobre como desenvolvemos e aplicamos nossas políticas neste link.  


Tópicos relacionados