Acesse o menu principal

Notícias e Eventos

YouTube Brasil e Djamila Ribeiro lançam o curso “Jornalismo Contra-Hegemônico: reflexões para um novo presente”

  • Por Equipe do YouTube
  • 07.Jun.2022
Idealizado, produzido e ministrado pela professora, pesquisadora e escritora Djamila Ribeiro, o curso é composto por dez episódios que estarão disponíveis gratuitamente na plataforma.
dfhfghfgjhgyhjg

Hoje, Dia Nacional da Liberdade de Imprensa, o YouTube Brasil anuncia a estreia do curso Jornalismo Contra-Hegemônico: reflexões para um novo presente. Idealizado, produzido e ministrado pela professora, pesquisadora e escritora Djamila Ribeiro, o curso é composto por dez episódios que estarão disponíveis gratuitamente na plataforma.

A iniciativa é uma parceria entre o YouTube Brasil, Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Feminismos Plurais (streaming de educação antirracista e feminista) e produção executiva da Casé Fala.

O curso abordará temas como a imprensa negra, feminista, LGBTQIA+ e indígena, lugar de fala e visibilidade de grupos sociais e étnicos subrepresentados, além das teorias que permeiam estas discussões, apresentando iniciativas e soluções para um jornalismo mais plural e inclusivo. Os episódios irão ao ar às terças e quintas e podem ser assistidos gratuitamente no canal Feminismos Plurais, disponível no YouTube.

“É claro que esse curso não é só para jornalistas, e sim para qualquer um que queira aprender e refletir sobre a importância e o poder da informação, afinal, um jornalismo sério e comprometido com a verdade e com os direitos humanos é fundamental para o fortalecimento da nossa democracia. E neste momento, especialmente com avanço das fake news, é ainda mais importante o nosso compromisso para combater o preconceito, injustiças e a desinformação e, assim, fortalecer o espaço cívico e a nossa democracia”, ressalta Djamila Ribeiro.

Ao longo dos anos, o YouTube tem apoiado o jornalismo de diferentes formas e esta é mais uma iniciativa no sentido de qualificar o debate político e social, contribuindo para a manutenção de um ecossistema midiático equilibrado e que alcance os mais difere”

Ao longo dos anos, o YouTube tem apoiado o jornalismo de diferentes formas e esta é mais uma iniciativa no sentido de qualificar o debate político e social, contribuindo para a manutenção de um ecossistema midiático equilibrado e que alcance os mais diferentes públicos e dê espaço para variadas vozes. Recentemente, lançamos o Projeto Jogo Limpo em parceria com o International Center for Journalists (ICFJ) - um fundo para apoio financeiro e mentoria, de combate à desinformação no Brasil, que seleciona projetos que desenvolvem conteúdo, ferramentas e/ou projetos de alfabetização midiática que tenham como objetivo impulsionar informações factuais, acessíveis e vitais para as Eleições de 2022.

“O YouTube tem o objetivo de abrigar uma grande diversidade de vozes e de opiniões, garantindo acesso à informação e fortalecendo a construção de um espaço cívico mais plural e democrático. Os desafios são imensos e exigem a participação de todos, e a qualificação do jornalismo como catalisador da informação de qualidade e sem preconceitos auxilia no combate à desinformação e ao discurso de ódio”, comenta Alana Rizzo, Gerente de Políticas Públicas do YouTube Brasil.

O YouTube tem elaborado e atualizado constantemente um sólido conjunto de políticas e sistemas — incluindo a Política de Integridade Eleitoral e Supressão de Eleitores, atualizada recentemente — para dar visibilidade a conteúdo confiável, reduzir a disseminação de informações enganosas e permitir, ao mesmo tempo, a realização do debate político. Hoje, anunciamos mais um de nossos esforços no combate à desinformação e aos discursos de ódio, acreditando que cada passo positivo é importante para o desenvolvimento do debate democrático e a manutenção do ambiente saudável na sociedade.

Mais detalhes das aulas:

O curso é dividido em 10 episódios e contará com a participação de convidados para debater os temas com Djamila Ribeiro. A cada semana serão publicados dois episódios, sempre às 19h das terças e quintas-feiras. Confira abaixo:

1º episódio: Por que precisamos de um jornalismo contra-hegemônico?

2º episódio: O que é hegemonia? Com a participação de Tiago Vinícius, coordenador da plataforma Feminismos Plurais, e Thiago Teixeira, professor da plataforma Feminismos Plurais;

3º episódio: Desinformação, com a participação de Ronaldo Lemos, advogado e apresentador do Expresso Futuro, a atriz Paolla Oliveira, Sil Bahia, diretora da Olabi e coordenadora da Pretalab e o antropólogo e babalorixá Rodney Willan;

4º episódio: Jornalismo e Teoria Negra Feminista;

5º episódio: Lugar de fala;

6º episódio: Imprensa negra;

7º episódio: Imprensa feminista;

8º episódio: Imprensa LGBTQIA+ e imprensa indígena;

9º episódio: A luta por visibilidade;

10º episódio: Como construir um jornalismo contra-hegemônico na prática?