Ir para o Conteúdo Principal

Notícias e Eventos

Nossa presença no Brasil: transformando oportunidade em impacto

  • De Patricia Muratori
  • Diretora do YouTube Brasil
  • 16.Set.2021
Em parceria com a Oxford Economics, lançamos nosso primeiro relatório sobre a contribuição econômica, social e cultural do YouTube para o país

Desde que chegamos no Brasil, há 16 anos, vemos brasileiros usando o YouTube para contar suas histórias, expandir seus negócios, explorar novos interesses, continuar aprendendo ou - simplesmente - para rir. Hoje, o YouTube faz parte da vida de mais de 105 milhões de brasileiros. Essa presença leva entretenimento, conhecimento, informação e bem-estar a uma audiência variada, assim como possibilita o desenvolvimento de uma economia impulsionada por criadoras e criadores de conteúdo, e de marcas que usam o poder do vídeo e das ferramentas digitais a seu favor para atingirem seus objetivos de negócio.

dados youtube

Liderando o time de parcerias do YouTube no Brasil pelos últimos três anos, diariamente tenho a oportunidade de escutar histórias inspiradoras sobre criadores que, com a ajuda da plataforma,  encontraram na produção de conteúdo uma oportunidade real de viverem de suas paixões, investirem em um negócio próprio ou explorarem um caminho profissional nunca antes imaginado. Atualmente, no Brasil existem mais de 20 mil canais com mais de 100 mil inscritos. Se nos restringirmos àqueles com mais de 1 milhão de inscrições, falamos de um universo de mais de 2 mil canais. Ambas as métricas cresceram 30% em relação ao ano anterior. Já o número de canais que fizeram mais de R$ 10 mil em um ano aumentou 70% em relação ao ano passado.


O YouTube foi pioneiro em oferecer um modelo de negócio de divisão de receita, no qual a maior parte dos ganhos fica para o produtor de conteúdo. Um formato extremamente atrativo e sobre o qual buscamos inovar constantemente para ajudar os criadores a diversificar suas fontes de renda. Aqui você lê mais sobre as dez (isso mesmo - dez!) maneiras que oferecemos para monetizar um conteúdo no YouTube. Há casos de criadores usando o Clube de Canais para focar na produção de conteúdo premium só para assinantes; outros vendendo seus próprios produtos com as ferramentas de merchandising ou, ainda, os que criam uma relação tão forte com a audiência nas transmissões ao vivo que complementam a receita do canal com ferramentas como Valeu Demais ou SuperChat


Ao ouvir essas histórias, sempre nos perguntamos qual seria o impacto em escala que o YouTube é capaz de gerar na economia brasileira. Depois de um ano em que o virtual se tornou ainda mais central em nossas vidas, recorremos à Oxford Economics para quantificar de forma independente as contribuições do YouTube para o Brasil e transformar esses relatos que ouvimos de criadores e marcas em números e cifras. O resultado é o Relatório de Impacto do YouTube Brasil: Contribuição econômica, social e cultural da plataforma para o país em 2020, um estudo inédito, realizado pela primeira vez no Brasil, sobre os benefícios econômicos, sociais e culturais do YouTube ao longo do último ano, com base no feedback direto de nossa comunidade de criadores, empresas e usuários.

dados relatório

Os resultados, felizmente, reforçam o impacto que já imaginávamos ter no país. De acordo com a Oxford Economics, estima-se que em 2020 o ecossistema criativo do YouTube contribuiu com aproximadamente R$ 3,4 bilhões para o PIB do Brasil. No mesmo período, fomentamos o equivalente a 122 mil empregos de tempo integral, entre diretos e indiretos. São números que nos fazem confiantes de estarmos de fato apoiando os empreendedores criativos, enquanto mantemos o YouTube uma plataforma segura para usuários, produtores de conteúdo e anunciantes, assim como um espaço aberto para a criatividade, o diálogo e a convivência de ideias diversas e, por que não, divergentes.


Em nome de todos no YouTube Brasil, agradeço aos que trabalharam neste projeto ambicioso e, em especial, aos criadores brasileiros que utilizam a plataforma para gerar impacto significativo no mundo, fazendo o que amam. 


Para ver o Relatório de Impacto do YouTube Brasil, clique aqui.