Ir para o Conteúdo Principal

Por dentro do YouTube

YouTube em 2019: um olhar para o passado e em direção ao futuro

De Susan Wojcicki

CEO, YouTube



Queridos Criadores,


Estou animada em compartilhar com vocês algumas ideias para 2019 e falar sobre o ano que está começando. Antes de mais nada, porém, eu gostaria de refletir um pouquinho sobre 2018 – um ano sem precedentes. Ao mesmo tempo em que tivemos um crescimento imenso em toda a plataforma, esse foi também um difícil período de amadurecimento.


Vou começar por alguns marcos que atingimos: o número de canais com mais de um milhão de inscritos quase dobrou no ano passado, e o número de criadores de conteúdo que faturam na casa dos cinco ou seis dígitos cresceu mais de 40% em 2018. Vocês estão estabelecendo a nova geração de empresas do setor de mídia, e ficamos super felizes ao ver como a economia movimentada pelos criadores do YouTube é próspera.
UNqHtZ-28CA1NkTasDQqwN6T2x_Bo2UvbeU2869Xmc3PP-TCp2zPWsS1D9b-Bamaj0K-tcmdu4UjL9dwguwGaAZOl9dwLV9pPHmir6AC-uoyyxeOKs5eZtnZz00IPfZL37XelHtG

Mas houve um recorde que nós realmente não queríamos bater: o de vídeo mais odiado da internet. Até na minha casa eu tive que ouvir meus filhos dizerem que o Rewind 2018 foi “o maior mico”.Nós ouvimos e entendemos vocês, afirmando que esse vídeo não foi um retrato correto dos principais momentos do ano nem um reflexo do YouTube que vocês conhecem. Em 2019, vamos contar nossa história de um jeito diferente – e melhor.

O ano passado também mostrou que ações negativas isoladas podem causar um impacto ruim em todo o ecossistema de criadores, por isso colocamos mais foco em nosso trabalho, para garantir um crescimento responsável. Implantamos uma série de mudanças em produtos e políticas – de cartões informativos sobre as conspirações mais comuns a prateleiras com notícias urgentes produzidas por fontes confiáveis, passando por sanções contra criadores que prejudicam a relação de confiança que existe entre vocês, os usuários e os anunciantes.

Para este ano, tenho três prioridades: 1) Apoiar o sucesso de criadores e artistas; 2) Melhorar a comunicação e o engajamento; e 3) Nos manter à altura dos nossos padrões de responsabilidade. Para mais informações sobre cada um desses pontos, continue lendo este texto.

1. Apoiar o sucesso de criadores e artistas

Sabemos que a monetização é fundamental para os criadores, e estamos cientes das dificuldades que muitos de vocês ainda enfrentam. Vale lembrar que, no início do ano passado, grandes anunciantes interromperam temporariamente seu trabalho conosco devido a preocupações sobre a segurança de suas marcas. Nós trabalhamos com afinco para criar sistemas e ferramentas adequadas, capazes de garantir a segurança e a confiança dos anunciantes que investem no YouTube – e a maioria deles já está de volta à plataforma. Já no lado dos criadores, aprimoramos os algoritmos classificadores, com o objetivo de tomar decisões de monetização corretas para cada vídeo. Aumentamos em 40% a precisão do ícone de monetização, e estamos simplificando o processo para os criadores registrarem pedidos de revisão, quando acharem que nossa decisão foi errada. Mesmo assim, ainda há muito a fazer nessas duas áreas e o nosso compromisso é tomar decisões corretas para todos.

tNfATtUNSwnwyJw-1ziH-PYoHL4rspbpw2P8ak5gAmTRRJj6V8r7QfU5D3X7hwRPyEYFtMLh-Y0161x-eed1cjYzB87Dm17PAnOxhrXSq3kbbCNhLa65NJvFk8tR-RwCq2kDSb9N

Estamos criando novas formas de você ganhar dinheiro, além da publicidade. Ampliamos o YouTube Music e o YouTube Premium, e agora eles estão disponíveis em 29 países (eram apenas cinco no início de 2018). Acrescentamos novas soluções que ajudam vocês a diversificar as fontes de receita, incluindo Super Chat, Channel Memberships, Merchandise e Ticketing. No último trimestre do ano passado, abrimos o acesso à prateleira de Merch (mercadorias e produtos) para todos os criadores elegíveis do mundo. Além disso, continuamos ampliando a disponibilidade das assinaturas de canais, reduzindo o limite de inscritos de 100 mil para 30 mil.

Falando agora sobre o Artigo 13: gostaríamos de agradecer imensamente a todos os criadores que ajudaram a chamar atenção para as consequências involuntárias desse projeto, que ameaça a principal fonte de renda de tantos criadores da Europa e do mundo, com seus vídeos, stories, artigos e ideias compartilhadas. Vocês mostraram que sua voz têm um peso nesse debate. Os vídeos de vocês foram assistidos milhões de vezes, e 4,6 milhões de pessoas aderiram ao abaixo-assinado criado no Change.org.
2S_j0VlaJr8WEyrKZSsvgWK_G3xz7k11QyzmiC8HABWaQdoNR4dYRPRTIITkEEFQRX1awlQGc1xDwYvmR42pg5DFnoqSGJOQaktd6RhqRrb_xIGsEz8ggfm3SNAanpzBqDTCenL8

Esse movimento de conscientização impulsionado pelos criadores foi fundamental. No ano passado, quando me reuni com deputados do Parlamento Europeu em Estrasburgo, ficou claro que vários deles haviam conversado com representantes de grandes empresas, mas não entendiam o impacto e o tamanho da economia movimentada pelos criadores da Europa. Mostrei a eles os imensos benefícios gerados por vocês para as economias de seus países. Só na França, temos mais de 190 canais com mais de um milhão de inscritos; na União Europeia como um todo, o número de canais com essa quantidade de inscritos aumentou 70% na comparação com o ano anterior.

O debate em torno do Artigo 13 continua, e a decisão pode sair nas próximas semanas. Por isso, peço a vocês que continuem informando seu público sobre esse tema tão importante para todos os criadores de conteúdo do YouTube.

2. Melhorar a comunicação e o engajamento

Em 2018, tomamos medidas para melhorar nossa comunicação com vocês. Apresentamos o Estúdio YouTube – um novo lar que estará disponível para todos os criadores a partir deste ano, e vai ganhar novos recursos ao longo do tempo. As novidades mais recentes incluem Assuntos Conhecidos e widgets de Notícias, além de novas métricas como taxas de cliques em thumbnails e opções de merchandising.

Muitos criadores nos disseram que preferem conversar com a gente através de posts em redes sociais. Pensando nisso, estabelecemos o compromisso de estar mais acessíveis nesses canais. No ano passado, o número de respostas que demos nas redes sociais aumentou 150%, e melhoramos em 50% nosso tempo.
HAGQIGlyP8gUD5e28Ex6xhuJ0GsRcfIe3iBnNR_43klwdpwEkF43bgffjvIzNRLewkrZYGbwIbxgmsOA5nwkcI9qAS3NWjBvimE2Tk-yQ8yxFqbur1J26Twiw1RX4oD2KPRdD4u5
Acontece que a gente também adora encontrar vocês pessoalmente. Em 2018, realizamos mais de 480 eventos com 18 mil criadores: Fanfests, Creator Summits e workshops. A gente até sentou pra conversar com alguns criadores, em seus canais pessoais. Para quem ainda não viu, recomendo assistir ao bate-papo de Luisito com Neal Mohan, nosso diretor de produto. Fiquem de olho nessa área, porque em 2019 vamos investir ainda mais em comunicação.

A interação entre criadores e o público é a grande diferença entre o YouTube e os veículos tradicionais, como a televisão. Nossa meta é criar novas formas de ampliar esse contato. No ano passado, apresentamos o recurso Estreias. Com ele, os criadores podem compartilhar com os fãs a experiência de postar um novo vídeo. Criadores como Lele Pons e Emma Chamberlain usaram o estreias para atrair milhões de visualizações. O vídeo “thank u, next”, de Ariana Grande, atingiu 829 mil visitantes únicos em seu pico de audiência – todos eles assistiram e interagiram ao mesmo tempo, o que fez deste vídeo a maior estreia da história do YouTube. Podem ter certeza de que teremos mais momentos como esse em 2019.

dQptXnUz390WruSJfRwlP2pAkWzK2QFCH8Vwlv2jx04VHyrmrE4rYSWw2OB9XIvkAr09thqZRWyxlm00W42UuR4DefjzAugXUAaho48CgI7Y1Ze9nBioAzRPl9iKajxyB_RBJnPP

Recentemente, o recurso Stories também foi colocado à disposição de todos os criadores elegíveis com mais de 10 mil inscritos; já os posts da aba Comunidade foram abertos a todos os canais com mais de mil inscritos. Em 2018, o YouTube recebeu bilhões de comentários. Para aprimorar ainda mais essa experiência, melhoramos a classificação dos comentários e acrescentamos a possibilidade de marcar um @usuário nos comentários. Além disso, apresentamos um recurso que permite aos criadores segurar comentários inadequados e mandá-los para análise em dez idiomas.

3. Nos manter à altura dos nossos padrões de responsabilidade

Uma das minhas missões pessoais para este ano é garantir que nosso trabalho esteja à altura dos nossos padrões de responsabilidade – para com os usuários e também em relação a vocês, criadores de conteúdo. Fizemos muitas melhorias nesse campo em 2018, mas sabemos que ainda há uma longa estrada a percorrer.

Em primeiro lugar, cada vez mais gente acessa o YouTube em busca de notícias. Pensando nisso, não apenas fizemos mudanças para assegurar uma boa experiência nesses casos, mas também decidimos priorizar a comunidade jornalística. Uma das principais iniciativas é o programa de financiamento para inovação Google News Initiative YouTube, anunciado em meados do ano passado. Centenas de organizações enviaram propostas, e concedemos financiamento a 87 delas. Os recursos vão ajudar esses veículos de imprensa a aperfeiçoar sua capacidade de produzir vídeos. Nós também ampliamos para 31 países nossas prateleiras de notícias urgentes e de manchetes do dia, e em 2019 queremos aumentar ainda mais esse alcance.

Fizemos também um forte trabalho para remover com mais rapidez e eficiência conteúdos que violem as Diretrizes da Comunidade, conforme mostra nosso relatório. Mas sabemos que precisamos nos comunicar de maneira mais clara sobre as políticas que afetam você. Recentemente, atualizamos as orientações sobre as políticas de thumbnails customizados, links externos, trotes e desafios. O nosso canal Creator Insider também falou sobre a questão dos palavrões. Nos próximos meses, vamos divulgar mais informações desse tipo.
wH71PGbX6cPj5nhYIREUzZRwO5bXTNKffHv5_Sti-j9b8sFQJHPW5HTFc3o-VM4P4zIZ9etC_4mxqDBRINdMkp8rYF0ClDIIDsbW1RvzJ9_FVwMOZ3x0Hk5F_V2Kp_7H7oOyIMrD

Na minha opinião, um dos grandes destaques de 2018 foi ver criadores de conteúdo usarem o YouTube para apoiar causas importantes. No ano passado, mais de 40 criadores trabalharam juntos para arrecadar recursos para oito instituições de caridade com o YouTubeGiving. Essa iniciativa incluiu o primeiro programa anual #YouTubeGiving Week, realizado em novembro. Os YouTubers Matpat e Stephanie, do canal The Game Theorists, ajudaram a inaugurar o projeto com uma live especial. Matpat declarou que foi um dos “melhores momentos” de seus sete anos de história no YouTube.

Finalmente, todos nós vimos o grande crescimento das áreas de educação e aprendizado no YouTube – e nós estamos investindo para apoiar esse movimento. Em 2018, lançamos o Learning Fund, que concedeu bolsas para 65 criadores escolhidos entre mais de mil inscritos. Os beneficiados vão desenvolver várias sessões de conteúdo educativo para o YouTube. Fiquem ligados, pois traremos mais informações sobre o lançamento desses vídeos.
BWui99H0VLmugdcIF4AMlAPrFhN-VMOGqnO5rIMjwg0HuT8SsnrrfFzCZCzClGJVzGSGXF9BNDcMuY-FS71sX_jaEufPpCPw0scyvj_bWIipbxFFrbyA-9GOB4h3VwAJ96xYho_j
Não percam também o primeiro EduCon de 2019, que vai acontecer em fevereiro no Reino Unido. No ano passado, fizemos quatro conferências EduCon em todo o mundo, que nos colocaram em contato direto com quase 450 criadores dos Estados Unidos, México, Brasil e Índia.


Pessoalmente, posso afirmar que eu mesma perdi a conta das vezes em que usei esses conteúdos. O ano foi super corrido e trabalhamos muito, por isso recorri à plataforma para fazer atividade física. Agradeço imensamente aos YouTubers que dão aulas de yoga. O trabalho desses criadores de conteúdo educativo melhorou a vida de milhões de pessoas, de muitas maneiras diferentes.

kvJDNLJmPUCXnTmrMKQML4vUTH9QAO9Ot_bbImph1dVxHtjpgkbJqqrlCbHnLjBCXtidNlUId1ErX998zDEgJybJbD1QqB2gckxXvAxqq6eyzHv3g0rjBGbX8jQYvo-NiS2M6-CD

Para encerrar

De maneira geral, 2018 foi um ano de mudanças, desafios e oportunidades e este ano tem mais, com certeza. Continuem enviando comentários, ideias e opiniões – mesmo que às vezes a gente tenha dificuldade em acompanhar tudo. As manifestações de vocês ajudam a fazer do YouTube a melhor comunidade de vídeo que a gente poderia imaginar. A comunidade de criadores inspira meu trabalho, todos os dias. Vocês tornam essa plataforma especial. Por isso muito obrigada – mais uma vez.