Ir para o Conteúdo Principal

Por dentro do YouTube

Atualizações dos Termos de Serviço do YouTube

  • De Equipe do YouTube
  • 18.Mai.2021
Atualizamos nossos Termos de Serviço periodicamente para garantir que sejam claros, fáceis de entender e atendam às necessidades de nossos parceiros, anunciantes e da audiência.

Em novembro de 2020, atualizamos nossos Termos de Serviço nos Estados Unidos e anunciamos que os novos termos entrariam em vigor em outros países em meados de 2021. Hoje, informamos oficialmente aos usuários fora dos EUA que os novos termos começam a valer em 1º de junho deste ano. Por favor, leia os termos atualizados cuidadosamente, eles incluem as seguintes alterações.


Em primeiro lugar, nossos Termos de Serviço já afirmam expressamente que você não tem permissão para "coletar ou colher qualquer informação que possa identificar uma pessoa (por exemplo, nomes de usuário), a menos que seja permitido por essa pessoa". Isso sempre incluiu dados de reconhecimento facial, e estamos deixando isso claro nos Termos de Serviço atualizados.


Em segundo lugar, anúncios agora podem aparecer em vídeos de canais que não fazem parte do Programa de Parcerias do YouTube (YPP). A partir de junho, começaremos lentamente a lançar anúncios em um número limitado de vídeos brand safe de canais que não estão no YPP. Isso é parte de nossos investimentos contínuos em novas soluções, como anúncios de feed da página inicial, que ajudam marcas a aproveitar a escala total do YouTube para se conectar com seu público e expandir seus negócios. Os anunciantes continuarão tendo completo acesso aos nossos controles de adequação de marca. Nos últimos três anos, melhoramos nossa capacidade de identificar canais apropriados para anunciantes, em parte trabalhando em estreita colaboração com parceiros de publicidade e organizações da indústria. Como esses canais não estão no YPP, não há divisão de receita com o criador, mas ele ainda pode se inscrever no YPP assim que atingir os critérios de elegibilidade, que permanecem os mesmos.


Por fim, nossos Termos atualizados afirmam que quaisquer pagamentos de receita do YouTube serão tratados como royalties de uma perspectiva tributária dos EUA e que o Google reterá impostos desses pagamentos, se exigido por lei, a partir de 1º de junho de 2021. Já informamos criadores de fora dos EUA sobre essa mudança e o que eles precisavam fazer em março.


Você pode ver os Termos de Serviço anteriores e como eles se comparam a esta atualização em nosso Fórum de Ajuda.